Bebeu todas? Conserte os estragos no dia seguinte com opções que vão te tirar daquela ressaca
Escolhemos 24 alimentos que ajudam a combater a ressaca
1.Suco de Laranja
   Um estudo do British Medical Journal revelou que consumir frutas, frescas e na forma de suco, minimiza os efeitos da ressaca. Isso porque a vitamina C e a frutose, o açúcar natural das frutas, auxiliam o fígado na quebra do álcool e, segundo o The American Journal of Clinical Nutrition, deixam o sangue 100% livre de resquícios etílicos.
2.Bebidas Esportivas
   O melhor para repor líquidos. O álcool é diurético e leva à desidratação, deixando você com mau hálito e dor de cabeça. “As bebidas isotônicas possuem água e minerais fundamentais para você se recompor”, diz a nutricionista Bianca de Araújo Oliveira, de Curitiba.
3. Leite
   O alimento é rico em cálcio, que acalma aquela irritação no estômago típica do dia seguinte à bebedeira. Também é fonte de cisteína, um aminoácido que quebra o acetaldeído, substrato tóxico do álcool produzido no fígado à medida que seu corpo tenta processar a bebida.
4. Ovo
   Se não se aguenta de pé, faça de um café da manhã à base de ovo fonte de cisteína. Se tiver coragem, experimente bater com suco de laranja. Mas mergulhe-o antes em água fervente por alguns minutos, pois o alimento cru pode conter a bactéria salmonela, que provoca dor de barriga, diarreia e febre.
5. Suco de Tomate
   A cada ida ao banheiro ao longo da noite você elimina minerais, responsáveis pelo equilíbrio de líquidos no corpo. Quando o nível cai, dor de cabeça e náusea tomam conta. O suco contém potássio, sódio e magnésio em quantidade – o que tornaria um blood mary um senhor remédio. Mas é melhor deixar pra lá.
6. Misoshiru
   De acordo com um estudo americano, uma tigela de misoshiro ajuda seu fígado a processar o álcool e, depois da bebedeira, repor o que você perdeu ao enfiar o pé na jaca. “A sopa desintoxica e contém vitaminas B2, B12 e E e enzimas que ajudam a acalmar o estômago”, diz Bianca Oliveira.
7. Alho
   O acetaldeído danifica os radicais livres e provoca no corpo um efeito parecido com envenenamento, o que explica a náusea que vem com a ressaca. “O alho contém substâncias que regularizam a digestão, aumentam o peristaltismo intestinal e reduzem os gases”, aponta Bianca.
8. Gengibre
   O melhor contra náusea. Batido com suco ou na forma de chá, combate a leseira típica do porre. Um estudo do Obstetrics & Gynecology demonstrou que a raiz contra-ataca vômitos e náuseas em grávidas – o que quer dizer que, se é poderoso contra enjoos pela manhã, tem efeito na manhã seguinte também, certo?
9. Hortelã
   Conhecida por tratar enjoos e náuseas, a planta age como um anestésico suave para a parede do estômago, impedindo que você se contorça de dor depois de uma noite de excessos etílicos. Experimente o chá ou na forma de balas – e de quebra mande embora o bafo de pinga. Licor de menta não vale, ok?
10. Banana
   Uma pesquisa publicada no Quarterly Journal of Studies on Alcohol mostrou que doses altas de vitamina B6 são capazes de reduzir os sintomas da ressaca. Uma banana possui metade da quantidade diária ideal desse nutriente, além de ser uma ótima fonte de potássio.
11. Bicarbonato de sódio
   “O enjoo pós-bebedeira é em boa parte resultado da acidez da bebida”, diz a nutricionista Maria Luisa Bellotto, de Campinas (SP). “Uma colher de chá de fermento em pó dissolvido em 1 copo de água neutraliza o pH do estômago e alivia o mal-estar.” Mas beba rápido: a efervescência acelera a absorção da substância.

12. Figo da índia
   Prevenir é melhor que curar. Estudo da Universidade da Califórnia (EUA) descobriu que o extrato da fruta, que mais parece um cacto, alivia enjoos e a sensação de boca seca. Mas é melhor consumi-lo antes de beber. Caso não encontre no supermercado, procure em lojas de produtos orientais.
13. Sementes de abóbora
   O Melhor para clarear as idéias. Estudo publicado no periódico Human & Experimental Toxicology descobriu que o álcool tem ação constritora das artérias do cérebro e leva a déficit neurológico. 32 gramas de sementes de abóbora contêm 60% da quantidade diária de magnésio recomendada pelos nutricionistas, mineral que age na estabilização das membranas celulares e alivia a dor de cabeça.
14. Atum
   As enzimas presentes nesse peixe vão mandar para longe aquela dor de cabeça insuportável – e que piora quanto mais tempo a birita ficar no seu sangue. Um filé pequeno de atum já faz efeito, e é uma opção leve para o almoço do dia seguinte à balada, considerando que seu estômago não vai estar lá essas coisas…
15. Pimenta de caiena 
   É conhecida pelo poder de ativar os centros de prazer no cérebro e excretar endorfinas. “Essas substâncias aumentam sua resistência à dor e aliviam a enxaqueca no dia seguinte”, diz a nutricionista Bruna Murta. Prepare uma bomba antirressaca com suco de tomate e 1 pitada de pimenta-vermelha.
16. Alecrim
   A erva melhora a circulação sanguínea no cérebro, de maneira que alivia a dor de cabeça. “Também é eficiente contra o estresse oxidativo – portanto útil para compensar os radicais livres produzidos pela bebida”, afirma Maria Luisa Bellotto. Prepare uma infusão com 1 punhado da erva em 1 litro de água e tome como chá.
17. Óleo de borragem 
   Extraído de uma planta de origem europeia, a substância é fonte abundante de ômega-6, um ácido graxo essencial que ameniza dores de cabeça e cansaço, entre outros efeitos da ressaca. A melhor maneira de consumir o óleo é por meio da suplementação em cápsulas, fáceis de encontrar na farmácia.
18. Ostras 
   O zinco é necessário para o metabolismo do álcool por seu papel sobre a enzima dehydrogenase, que trabalha no processamento do álcool. Quando você bebe acaba com o estoque do mineral, e o resultado é a piora do bate-estaca na cabeça. Ostras contêm mais zinco do que qualquer outro alimento – são 77 miligramas em 6 unidades.
19. Canela
   O álcool afeta a taxa de açúcar no sangue – por isso você fica tão cansado. Pesquisa divulgada no periódico The American Journal of Clinical Nutrition mostrou que a canela modula os picos de glicose associados ao consumo de álcool. E também contribui para reduzir níveis de colesterol – presença certa nos petiscos que acompanham seu drinque.
20. Chocolate  
   O álcool age diretamente no fígado, responsável pelo acúmulo e pela liberação de glicose para o corpo. Com a ingestão exagerada, ocorre hipoglicemia (queda de açúcar no sangue). Ingerir alimentos com alta concentração de glicose, como o chocolate, ajuda a corrigir o quadro e acelera a queima de álcool, facilitando a recuperação.
21. Repolho 
   O ácido fólico, presente no vegetal e fundamental para produzir energia para o corpo, é vítima dos abusos no bar. Ele tem participação importante na fabricação das células vermelhas, necessárias para reparar estragos. Mastigar pedaços da folha crua é o preço a pagar pelo excesso e o caminho para acalmar o estômago e recuperar seu corpo.
22. Salame 
   Assim como o queijo e o amendoim do petisco, alimentos ricos em sal e gordura ajudam a evitar os estragos da bebedeira. Como eles demoram para ser digeridos, contribuem para que a entrada de álcool na corrente sanguínea seja mais lenta.
23. Mel 
   O Melhor para acabar com o cansaço. Fornece o sódio, o potássio e a frutose de que seu corpo precisa depois de uma noitada, de acordo com a Real Sociedade de Química britânica. Uma torrada integral com mel pela manhã vai levantar seu esqueleto e fazer você se sentir gente de novo.
24. Iogurte Natural  

Fonte: clubalfa
Curta Nossa FanPage e Compartilhe Saúde NutriDicas