Este artigo é para ajudar você, consumidor desatento, na hora das compras. Muita gente acha que todos os potinhos da geladeira de frios são iogurtes, mas NÃO SÃO!
   A confusão é gerada principalmente quando se trata  do iogurte e da bebida láctea.  Existem grandes diferenças na composição dos produtos, e isso é um dos fatores determinantes para o preço – não apenas a marca. 
Aos esclarecimentos! 
Iogurte 
   O iogurte é um produto lácteo fresco fermentado pelas bactériasStreptococcus thermophillus e Lactobacillus bulgaricus,  sendo estas mais benéficas do que as encontradas na bebida láctea. Esta fermentação é responsável por sua consistência. 
   O teor de proteínas no iogurte não pode ser menor do que 2,03g/100g ou 2,9/100g,  dependendo da quantidade de polpa de frutas, que pode ou não ocorrer.  É o melhor para ser usado como fonte de cálcio! 
Bebida láctea 
   Tem cara, cheiro, cor e até embalagem de iogurte! Mas não é! E existem muitas diferenças! Começando que não está escrito iogurte, e sim BEBIDA LÁCTEA! Depois, que a bebida láctea tem grande quantidade de soro de leite (até 51%) e por isso custa tão mais barato! 
   De acordo com a legislação, é o produto lácteo resultante da mistura do leite e soro de leite, adicionados ou não de produtos ou outras substâncias alimentícias, inclusive gordura vegetal. Pode ser fermentada ou não e esta informação deve constar de forma “clara” na embalagem (claro, se você olhar com muita atenção). 
   Como a bebida contém muito soro, acaba sendo mais diluída e, para ter uma boa consistência, ela tem maior quantidade de amido que o iogurte  (sim, nos iogurtes também podem ter amido, mas o leite em pó está presente em maior quantidade!). Ainda assim ela acaba sendo menos viscosa, apresenta menor valor nutritivo e também é menos calórica. 
Mas não vamos usar este parâmetro (calorias) na hora da escolha! 
Leite fermentado 
   A maioria das pessoas pensam que o Dan’up é um iogurte. Mas não é Se você ler o rótulo, ele é um leite fermentado. Aliás, isso gerou muito dúvida, já que no site diz “linha de bebidas lácteas”. Quando você clica nas informações nutricionais, ele passa a ser um leite fermentado! Alguém pode me explicar o que acontece!?!? Mágica!? 

   Mas o fato é, que além da quantidade de gordura, proteína, entre outros, neste caso são as bactérias usadas na fermentação que definem cada produto. Estes leites fermentados são produzidos por outros microorganismos:Lactobacillus casei e Bifidobacterium animalis. 
(Geralmente, os leites fermentados e os iogurtes com bactérias probióticas, trazem no rótulo o nome do microorganismo usado na fermentação.) 
   Além do iogurte, os leites fermentados também são ótimas fontes de proteínas e cálcio. 
Petit Suisse 
A maioria das pessoas não sabe que ele é um tipo de queijo. Embora muito diferente dos outros, não deixa de ser um queijo. Ele também é confundido com iogurte devido à sua embalagem e consistência. 
   É produzido a partir da coagulação do leite através de bactérias, enzimas ou coalho e pode receber aromatizantes e corantes, além de conter alta concentração de açúcar. Como é consumido, principalmente,
por crianças, deve-se tomar cuidado com a quantidade ingerida! 
Sobremesa Láctea 
   E, ainda, existem as sobremesas lácteas disfarçadas de iogurte! Mas essas são as que passam mais longe, porque são constituídas por leite, amido, açúcar, creme de leite, polpas de frutas ou chocolate, geleificantes ou espessantes, corantes, e até ovos, para adquirir uma consistência quase sólida. 
Agora que já sabe a diferença entre esses produtos, você pode fazer sua escolha. 
Fonte: Prato do dia