Continuando o artigo anterior sobre a relação dos micróbios com o câncer, conheça alguns micróbios, o que ele pode causar no organismo e qual a relação deles com o câncer.
<strong>Nome científico:</strong> <i>Helicobacter pylori</i></br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Bactéria associada a gastrite e úlceras.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> No estômago.</br> <strong>Como:</strong> O micro-organismo deflagra uma inflamação recorrente no estômago, além de dificultar a cicatrização de lesões ali. Anos de incêndio favorecem o surgimento de células cancerosas.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Sim. Diante de sintomas de queimação ou dor estomacais frequentes, vale procurar um médico e se submeter a uma endoscopia. Se confirmada a presença da <i>H. pylori</i>, devem ser receitados antibióticos capazes de eliminá-la.
H. pylori


Nome científico: Helicobacter pylori
O que é e o que causa: Bactéria associada a gastrite e úlceras.
Onde pode provocar câncer: No estômago.
Como: O micro-organismo deflagra uma inflamação recorrente no estômago, além de dificultar a cicatrização de lesões ali. Anos de incêndio favorecem o surgimento de células cancerosas.
É possível prevenir? Sim. Diante de sintomas de queimação ou dor estomacais frequentes, vale procurar um médico e se submeter a uma endoscopia. Se confirmada a presença da H. pylori, devem ser receitados antibióticos capazes de eliminá-la.

<strong>Nome científico:</strong> Papilomavírus humano, sobretudo os tipos 16, 18, 31 e 45.</br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Trata-se de um vírus transmitido no contato sexual que pode propiciar lesões principalmente nos órgãos genitais. </br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> No colo do útero, na vagina, no ânus, no pênis, na boca e na garganta.</br> <strong>Como:</strong> O micro-organismo deflagra uma inflamação recorrente no estômago, além de dificultar a cicatrização de lesões ali. Anos de incêndio favorecem o  surgimento de células cancerosas.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Sim. Por meio da vacinação, liberada hoje para garotos e garotas de 9 a 26 anos. O preservativo minimiza o contágio, mas não impede a transmissão por completo.

HPV
Nome científico: Papilomavírus humano, sobretudo os tipos 16, 18, 31 e 45.
O que é e o que causa: Trata-se de um vírus transmitido no contato sexual que pode propiciar lesões principalmente nos órgãos genitais.
Onde pode provocar câncer: No colo do útero, na vagina, no ânus, no pênis, na boca e na garganta.
Como: O micro-organismo deflagra uma inflamação recorrente no estômago, além de dificultar a cicatrização de lesões ali. Anos de incêndio favorecem o surgimento de células cancerosas.
É possível prevenir? Sim. Por meio da vacinação, liberada hoje para garotos e garotas de 9 a 26 anos. O preservativo minimiza o contágio, mas não impede a transmissão por completo.

<strong>Nome científico:</strong> Herpes vírus tipo 8 (HHV8).</br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Pertence à família dos vírus do herpes, mas este ataca para valer a pele e outros tecidos de portadores de aids.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> O herpes tipo 8 origina o chamado sarcoma de Kaposi, um tumor de múltiplas manifestações — lesões roxas e deformadoras na pele, complicações gástricas e pulmonares... — praticamente exclusivo de pessoas com aids.</br> <strong>Como:</strong> O vírus se aproveita da baixíssima imunidade para se replicar, atacar novas áreas e propiciar alterações que culminam no câncer.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Sim, mas de forma indireta. Não há como evitar a infecção em si, mas, ao impedir que a aids arruíne as defesas, o coquetel anti-HIV diminui o risco desse mal.
Herpes tipo 8

Nome científico: Herpes vírus tipo 8 (HHV8).
O que é e o que causa: Pertence à família dos vírus do herpes, mas este ataca para valer a pele e outros tecidos de portadores de aids.
Onde pode provocar câncer: O herpes tipo 8 origina o chamado sarcoma de Kaposi, um tumor de múltiplas manifestações — lesões roxas e deformadoras na pele, complicações gástricas e pulmonares… — praticamente exclusivo de pessoas com aids.
Como: O vírus se aproveita da baixíssima imunidade para se replicar, atacar novas áreas e propiciar alterações que culminam no câncer.
É possível prevenir? Sim, mas de forma indireta. Não há como evitar a infecção em si, mas, ao impedir que a aids arruíne as defesas, o coquetel anti-HIV diminui o risco desse mal

<strong>Nome científico:</strong> Vírus da hepatite B (HBV) e Vírus da hepatite C (HCV).</br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Eles se alojam no fígado e passam a arrasar suas células. O tipo B é transmitido sexualmente e o C por contato com sangue contaminado.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> No fígado.</br> <strong>Como:</strong> Os vírus contribuem para a doença, assim como as transformações locais ocasionadas pela cirrose, fruto de anos de hepatite não controlada.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Existe vacina para hepatite B. Mas, mesmo se o vírus B ou C já infectou o corpo, o fundamental é buscar um diagnóstico precoce e tratar o problema, que, diga-se, é silencioso..
Hepatites B e C

Nome científico: Vírus da hepatite B (HBV) e Vírus da hepatite C (HCV).
O que é e o que causa: Eles se alojam no fígado e passam a arrasar suas células. O tipo B é transmitido sexualmente e o C por contato com sangue contaminado.
Onde pode provocar câncer: No fígado.
Como: Os vírus contribuem para a doença, assim como as transformações locais ocasionadas pela cirrose, fruto de anos de hepatite não controlada.
É possível prevenir? Existe vacina para hepatite B. Mas, mesmo se o vírus B ou C já infectou o corpo, o fundamental é buscar um diagnóstico precoce e tratar o problema, que, diga-se, é silencioso.

<strong>Nome científico:</strong> <i> Schistosoma haematobium.</i></br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Trata-se de um verme parasita, comum na África subsaariana, por trás de dores no ventre e complicações na bexiga. É parente do Schistosoma mansoni, encontrado no Brasil — este, porém, ainda não é apontado como causador de câncer.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> Na bexiga.</br> <strong>Como:</strong> O ciclo de reprodução do verme passa pela bexiga, irritando o órgão, até incentivar tumores no local.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Isso depende do saneamento básico e do tratamento de rios e lagos. O contágio se dá principalmente pelo contato com água contaminada.

Esquistossomose
Nome científico: Schistosoma haematobium.
O que é e o que causa: Trata-se de um verme parasita, comum na África subsaariana, por trás de dores no ventre e complicações na bexiga. É parente do Schistosoma mansoni, encontrado no Brasil — este, porém, ainda não é apontado como causador de câncer.
Onde pode provocar câncer: Na bexiga.
Como: O ciclo de reprodução do verme passa pela bexiga, irritando o órgão, até incentivar tumores no local.
É possível prevenir? Isso depende do saneamento básico e do tratamento de rios e lagos. O contágio se dá principalmente pelo contato com água contaminada.

<strong>Nome científico:</strong> Epstein-barr vírus.</br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Vírus da família herpes transmitido pela saliva. É, na maioria das vezes, assintomático. Pode causar, porém, a mononucleose, ligada a inchaços nos gânglios, febre e comprometimento do fígado e do baço.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> No sistema linfático, uma rede de gânglios que mantém, entre outras coisas, a imunidade, e nas regiões do nariz e da faringe.</br> <strong>Como:</strong> O vírus ataca especialmente células de defesa e se replica a ponto de promover alterações pré-câncer. Está associado sobretudo a alguns tipos de linfoma.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Não há vacina contra o vírus. Diante de um quadro sintomático, o ideal é monitorar e tratar. No entanto, ainda é difícil falar na prevenção dos tumores ligados a ele.

Epstein-barr

Nome científico: Epstein-barr vírus.
O que é e o que causa: Vírus da família herpes transmitido pela saliva. É, na maioria das vezes, assintomático. Pode causar, porém, a mononucleose, ligada a inchaços nos gânglios, febre e comprometimento do fígado e do baço.
Onde pode provocar câncer: No sistema linfático, uma rede de gânglios que mantém, entre outras coisas, a imunidade, e nas regiões do nariz e da faringe.
Como: O vírus ataca especialmente células de defesa e se replica a ponto de promover alterações pré-câncer. Está associado sobretudo a alguns tipos de linfoma.
É possível prevenir? Não há vacina contra o vírus. Diante de um quadro sintomático, o ideal é monitorar e tratar. No entanto, ainda é difícil falar na prevenção dos tumores ligados a ele.

<strong>Nome científico:</strong>Citomegalovírus. </br> <strong>O que é e o que causa:</strong> Outro vírus integrante da gangue dos herpes. Está presente na maioria da população, mas se manifesta apenas com a imunidade baixa — e os sintomas lembram os da mononucleose.</br> <strong>Onde pode provocar câncer:</strong> Nas glândulas salivares.</br> <strong>Como:</strong> Ainda não se sabe se o vírus causa o câncer em si ou se somente acelera sua progressão. Ele parece ampliar a capacidade de crescimento do tumor.</br> <strong>É possível prevenir?</strong> Mais um caso em que não há vacina. A infecção precisa ser flagrada e remediada para não trazer complicações — especialmente no caso de crianças e pessoas imunodeprimidas.
Citomegalovírus

Nome científico:Citomegalovírus.
O que é e o que causa: Outro vírus integrante da gangue dos herpes. Está presente na maioria da população, mas se manifesta apenas com a imunidade baixa — e os sintomas lembram os da mononucleose.
Onde pode provocar câncer: Nas glândulas salivares.
Como: Ainda não se sabe se o vírus causa o câncer em si ou se somente acelera sua progressão. Ele parece ampliar a capacidade de crescimento do tumor.
É possível prevenir? Mais um caso em que não há vacina. A infecção precisa ser flagrada e remediada para não trazer complicações — especialmente no caso de crianças e pessoas imunodeprimidas.